Início | Mapa do Site | Fale Conosco
Fotos do Parque
Ibitipoca
Itacolomi
Nova Baden
Rio Doce
Rio Preto
Serra do Rola Moça
Baleia
Biribiri
Campos Altos
do Sumidouro
Grão Mogol
Lagoa do Cajueiro
Mata Seca
Pico do Itambé
Rio Corrente
Serra da Candonga
Serra das Araras
Serra do Cabral
Serra do Papagaio
Serra Negra
Serra Nova
Sete Salões
Verde Grande
Veredas do Peruaçu
 
história pra contar
 
Criado em 27 de setembro de 1996 (Decreto Estadual n.º 38.319), o parque está localizado na região da Zona da Mata, a cerca de 290 Km de Belo Horizonte. A unidade de conservação tem 13.210 hectares de matas nativas e uma paisagem dominada por montanhas, vales, chapadas e encostas e diversos cursos d’água que integram as bacias dos rios Paraíba do Sul e Doce. O Parque foi aberto à visitação em março de 2005.

O Parque Estadual Serra do Brigadeiro ocupa terrenos dos municípios de Araponga, Fervedouro, Miradouro, Ervália, Sericita, Pedra Bonita, Muriaé e Divino, na Serra da Mantiqueira, e tem vários Picos: o do Soares (1.985 metros de altitude), o Campestre (1.908 m), o do Grama (1.899 m) e o do Boné (1.870 m). A altitude e o relevo amenizam a temperatura local e a neblina cobre os picos durante quase todo o ano, formando uma das mais belas imagens do Parque.

A Mata Atlântica, principal formação vegetal da área, está intercalada com os Campos de Altitude e afloramentos rochosos, formando um belo cenário. Considerado um paraíso botânico, o Parque constitui um ecossistema rico em espécies vegetais como bromélia, orquídea, cedro, candeia e palmito doce.

A unidade de conservação também é refúgio de espécies da fauna ameaçadas de extinção, como o sauá, o mono carvoeiro ou muriqui, a onça-pintada, a jaguatirica, o sapo-boi. Também podem ser observadas diversas espécies de aves, como o pavó, o papagaio-do-peito-roxo e a araponga.

A infra-estrutura do Parque foi construída em parceria com o Programa de Proteção da Mata Atlântica de Minas Gerais (Promata) com recursos da Cooperação Financeira Internacional Brasil-Alemanha, repassados através do Banco Kreditanstalt für Wiederaufbau (KfW). Foram investidos R$ 1,25 milhão na construção de um centro de pesquisa, posto da polícia ambiental, laboratório, alojamento para pesquisadores, centro administrativo e de educação ambiental, residências para funcionários e administrador e reforma de antiga construção colonial, transformada em casa de hóspede.

O Parque não possui área de camping e a visitação deve ser feita no período diurno.

Horário de Funcionamento: 8 às 17 horas
Telefone de contato: (32) 3721.7491

Distância de Belo Horizonte ao Parque: 290 km

copyrigth 2005 © IEF - Instituto Estadual de Florestas - todos os direitos reservados